NAEDS

FICHA TÉCNICA : Equipa: Teresa Reis (prof.), Fernando Rebelo (prof.), Sandra Silva (prof.). Colaboradores: Maria Armanda Mendes (prof.).

Contacto: noticias_aeds@ae-danielsampaio.pt


Notícias do nosso Agrupamento

 Queremos informar-vos que a rubrica relativa ao Jornal da Escola na página do agrupamento passou a chamar-se “Notícias do nosso  Agrupamento” com o intuito de relatar e informar toda a comunidade escolar sobre atividades, visitas, acontecimentos, notícias que  considerem relevantes e que digam respeito a todas as nossas escolas.

Assim, agradecemos a todos e todas as colegas que deem conhecimento de todos os assuntos de interesse para que sejam publicados. Poderão enviar relatos completos ou informações concretas sobre os mesmos para que se possa redigir os textos respetivos. Deverão ainda enviar fotografias em separado (em .jpg) para acompanhar as notícias.

Pretende-se por um lado estar a par das atividades relevantes que vão ocorrendo ao longo do ano letivo em todas as escolas e por outro lado adquirir uma cultura de maior proximidade, de modo a estabelecer uma melhor articulação entre todos, construir e consolidar gradualmente o sentido de pertença e de identidade do agrupamento, tal como está previsto no nosso Projeto Educativo.

Deverão enviar as notícias ou as informações para o email institucional: noticias_aeds@ae-danielsampaio.pt

Aguardamos com grande expectativa as vossas notícias.


Na cerimónia de entrega dos diplomas de Mérito e de Excelência que teve lugar no passado mês de novembro no auditório da Faculdade de Ciências e de Tecnologias foi também atribuído o Certificado de Mérito Profissional a Teresa Soares, a única psicóloga do agrupamento pelos bons serviços que tem prestado nas nossas escolas. Curiosamente, no dia seguinte, num Seminário Nacional de Psicologia e Orientação, promovido pela Ordem dos Psicólogos e pela DGE, Teresa Soares foi chamada para receber do próprio Ministro da Educação, uma "Menção de Boas Práticas de Intervenção em Psicologia e Orientação", atribuída pela Direção Geral de Educação. 

Por estes motivos resolvemos ter uma conversa bastante informal com a 'nossa' psicóloga, que sendo a única, desempenha diferentes funções, nomeadamente: a orientação escolar e profissional dos alunos; a avaliação das necessidades educativas; o apoio psico-pedagógico; a formação do pessoal docente e não docente; o aconselhamento e orientação de questões didáticas e pedagógicas, entre outras.

No início da conversa, Teresa Soares começou por manifestar a sua enorme surpresa relativamente à atribuição das duas Menções, sobretudo porque, como referiu," no nosso país, não estamos habituados ao reconhecimento". Lamentou a escassez de recursos humanos na sua área, dado que nos últimos anos não tem havido aumento de vagas, o que a obriga a trabalhar muito sozinha. Após a constituição do agrupamento viu-se obrigada a reformular as suas intervenções e a implementar novas metodologias de modo a abranger todas as escolas do agrupamento sem deixar de fazer o que fazia antes.

Na sequência de uma formação na DGE sobre o modelo de "Abordagem Multinível" centrado em prioridades e na cooperação entre os profissionais e com os encarregados de educação, resolveu aplicá-lo na sua prática e está convencida de que a Menção atribuída pela Direção Geral de Educação se baseou exatamente nesta nova abordagem. As Intervenções Multinível fundamentam-se no modelo RTI (Response to Intervention): "Não podemos ter uma intervenção igual  para todos!", afirma. Este modelo aposta sobretudo na prevenção em detrimento da remediação e na triagem e monotorização, que vai permitir assegurar intervenções de intensidade e frequência adequadas às necessidades das crianças.

Neste momento está em curso um Projeto Piloto, em que  são rastreados todos os alunos que entram no 1º ano e que estão a realizar a aquisição da linguagem escrita, ou seja,  a competência que vai permitir aceder a todo o conhecimento posterior. "tão cedo quanto possível, assinalam-se os meninos que podem vir a ter problemas, para os ajudar a atenuar ou reverter essas dificuldades. "É um trabalho conjunto com os alunos, professores do 1º ano e encarregados de educação, que envolve professores de Apoio Educativo e de Educação Especial e até a Diretora do Agrupamento!", salienta.

Também na Orientação Vocacional dirigida aos 9ºs anos, os diretores de turma, aos quais dá formação, passaram a ter um papel central no processo. O trabalho centra-se  na  construção de um Projeto Pessoal de Estudante levando em conta "as coisas que os alunos gostam de fazer e são capazes de fazer". É uma intervenção universal dirigida a todos os alunos do 9ºano que decorre na disciplina de Cidadania. Sensivelmente a meio do 2º período, ficam sinalizados os alunos que têm necessidades adicionais, passando esses a ter outro tipo de resposta da escola, que poderá culminar em alguns casos, em processos individualizados.

Na página do SPO (Serviço de Psicologia e Orientação), alojada no Portal do Agrupamento, existe a rubrica "9º ano e depois?", que pode ser consultada por todos os alunos e encarregados de educação. No final do ano letivo, promove-se ainda uma reunião para todos os EEs, onde estão presentes professores representantes de cada curso existente na escola secundária, de forma a clarificar não só o currículo de cada curso como o perfil do aluno e também as respetivas saídas profissionais.

E é assim, com a partilha e com a troca de experiências que se constroi uma escola de referência, com identidade própria, onde os alunos aprendem a ser, trabalhar, respeitar e valorizar o outro. Uma escola onde se fomenta a autonomia, a criatividade, o espírito crítico e a aquisição de novos conhecimentos, tendo sempre em conta a especificidade de cada um.

 

Publicidade - Saiba mais

Notícias do Agrupamento

´Notícias do AEDS

Pesquisa

Moodle AEDS Bibliblog Webmail
Clube Europeu
facebook
GIAE ON-LINE

Publicidade